quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Pontinhos

Deixo pontos... Beijos e planos...
Deixo à noite... A Lua... As cores... O brilho....
Reticências... Das falas que bordaram o dia.
Pigmentos das sílabas recortadas... Uma Lâmina afiada de sentidos...
Para o jato de água molhada... Para as frestas que abrem o dia...
Colar os pedacinhos de azulejo... Um mosaico de cuidados.
Ser o ventre... O atalho para o destino.
Lanço cascas... Folhas e frutos...
Nossas crias... De versos oblíquos.
Os pontinhos marcados com a lambida do tempo.
Delicados entalhes... Com a palma das mãos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário