quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Flores, no caminho

Silenciosamente, diga que elas são pra mim...
O nascer... A vida...
O espetáculo das cores... Das danças...
Do rodear o caminho, à procura de tons... Multisons.
Nascemos... Estamos... Somos... Sempre o que nos é possível...
E o impossível ganha o rumo das esquinas...
Das ruas... Asfalteadas pelos sonhos.
Movemos moinhos... Vivemos!... Seres... Humanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário