quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Imagem

As formas dançam em meus sentidos... Nem todo o espaço poderia conter o meu sorriso...
Aos goles... Amo sem paciência... Tudo... Tudo é referência...
Andei pelos tempos antigos... Ainda não sei no que acredito... Templos de mim... Templos deslocados... Argumentos.
O vento corrói a alma... Sob o encantamento de alguém que existe...
E o mundo... Inexistente... Nem sabe por onde anda... Nem precisa de tanto cuidado.
Uma dança de sentido... Uma brincadeira... Na água.
Amar em gotas de oceano...O canto doce... As lágrimas que escorrem pelo meu rosto...
Amo... Com a delicadeza do corpo... E as mãos que circulam o teu rosto...
Os golpes do chão... O enchadar o coração... Galope... Voo... Do corpo em movimento. Exatidão.
Assim, tu me amas... Contra o tempo.
Andarilhos, na ilha deserta... Amores em plena praia... Da areia e da mina d'água...
Uma brincadeira de pirata...

Nenhum comentário:

Postar um comentário