quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A onda que palpita

"Dou-te o que tenho: o astro que dormita,
O manto dos crepúsculos da tarde,
O sol que é d'oiro, a onda que palpita."
Florbela Espanca

A Lua fala mansinho... Que não existe um amor maior no mundo...
Firmes pegadas... Às manhãs, de uma vasta estrada.
Bebo, com as mãos em conchas, as nuvens que te seguram...
Minhas vistas caminham... As jabuticabinhas, em pleno voo.
Movo-te, em cordas de um suspiro... Criamos laços... Movemos moinhos.
Dou-te o que a minha retina agita...
O manto da tarde que surge... O palpitar das veias...
O sol do peito meu... Um pouco de mim... 'A onda que palpita'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário